Poder Goiás
Goiânia, 02/08/21
Matérias
Foto: Geraldo Magella/Agência Senado

Assim como André Mendonça, Vanderlan e Luiz do Carmo são evangélicos

Antes mesmo da sabatina, Vanderlan e Luiz do Carmo apoiam indicação de André Mendonça ao STF; Kajuru é contra

21/07/2021 · Por Eduardo Horacio

Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para ocupar a cadeira vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) com a aposentadoria do ministro Marco Aurélio Mello, o ministro da Justiça André Mendonça iniciou por Goiás um périplo em busca de apoio para ter sua indicação aprovada pelo Senado Federal.

Dos três senadores goianos, dois devem votar a favor da indicação de Mendonça e um contrário. O senador Vanderlan Cardoso (PSD) já declarou ser favorável à indicação antes mesmo da realização da sabatina no Senado. Luiz Carlos do Carmo (MDB) também deve aprovar a indicação do ministro ao STF.

Assim como André Mendonça, Vanderlan e Luiz do Carmo são evangélicos. A indicação de um ministro “terrivelmente evangélico” para o STF foi uma promessa do presidente Jair Bolsonaro. Já o senador Jorge Kajuru (Podemos) indicou que vetará a ida de Mendonça ao Supremo.

Resistência
Historicamente, as longas sabatinas promovidas pelo Senado Federal resultam em uma votação tranquila confirmando a indicação presidencial ao STF. Porém, diante da fragilidade do atual governo em meio a CPI da pandemia e da resistência de parlamentares do chamado centrão, há uma considerável aversão ao nome de André Mendonça nos corredores do Congresso.

Diante da possibilidade de ter o nome vetado pelo Senado Federal, o ministro André Mendonça decidiu percorrer o País em busca de apoio para chancelar sua indicação. Estranhamente, começou por Goiás entre os parlamentares que já eram tidos como votos favoráveis.  


Vancderlan Cardoso Luiz do Carmo Luiz Carlos do Carmo Jorge Kajuru Jair Bolsonaro Sabatina Senado André Mendonça Evangélico