P U B L I C I D A D E
Poder Goiás
Goiânia, 02/08/21
Matérias
Vinícius Schmidt/Divulgação

Nesta quarta-feira, 21, foram registrados 822 novos casos de Covid-19 e 34 óbitos provocados pela Covid-19, apenas em Goiânia, com 84,4% de ocupação dos leitos de UTI

Após liberação geral, Goiânia registra alta acelerada de casos, internações e mortes por Covid-19

21/07/2021 · Por Eduardo Horacio

Nas últimas semanas o prefeito de Goiânia Rogério Cruz (Republicanos) assinou sucessivos decretos abrandando as restrições impostas pelo Poder Público na tentativa de conter o avanço da pandemia de Covid-19. O resultado das medidas foi um rápido aumento de internações de pacientes com a doença e o crescimento do número de casos e de mortes na Capital.

Entre as principais mudanças, a Prefeitura encerrou o embarque prioritário de passageiros no Transporte Público, ampliou o horário de funcionamento de bares e restaurantes, reabriu os cinemas e teatros e anunciou a volta das aulas presenciais na Rede Municipal. Na prática, o único impedimento que ainda vigora em Goiânia é a realização de grandes shows.

O resultado da enorme flexibilização adotada nas últimas semanas pode ser constatado no descontrole dos números da doença na Capital verificado nos últimos dias. Nesta quarta-feira, 21, foram registrados 822 novos casos de Covid-19 e 34 óbitos provocados pela Covid-19.

Além disso, a ocupação dos leitos de UTI, que havia regredido a 60%, está agora em 84,4%. Dos 327 leitos de UTI para tratamento de pacientes com Covid-19, 249 estão ocupados, 28 bloqueados e apenas 50 disponíveis. Há 10 dias, havia 102 leitos disponíveis (com taxa de ocupação de 65,66%).


Prefeitura de Goiânia Rogério Cruz Republicanos Covid-19 Obituário