P U B L I C I D A D E
Poder Goiás

Goiânia, 28/06/22
Matérias
Reprodução

O tempo seria divido em 50 pílulas de 30 segundos, a orientação nacional é de usar 90% com Lula em Goiás

Lula está inconformado com a perda de inserções de rádio e TV por erro do PT goiano

22/06/2022, às 10:30 · Por Redação

O pré-candidato e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estaria inconformado com a perda da propaganda partidária em Goiás. Segundo uma fonte do partido no estado, o erro teria sido do diretório estadual, que não enviou as inserções no prazo.

Com isso, os 25 minutos que seriam usados no rádio e TV para promover os pré-candidatos da legenda, em especial Lula, foram ao ralo. O tempo seria divido em 50 pílulas de 30 segundos. A orientação nacional é de usar 90% com Lula em Goiás.

Segundo Guilherme Amado do Metrópoles, Goiás está entre os estados em que a disputa está mais acirrada. Bolsonaro estaria na frente há alguns meses, mas a campanha petista identificou uma virada. A região Centro-Oeste sofre forte influência do agronegócio, segmento simpático ao bolsonarismo.

Outras unidades da federação como Acre, Distrito Federal, Rondônia, Roraima e Santa Catarina, Lula ainda está atrás e usa exatamente estas inserções para melhorar suas chances de triunfar ainda no primeiro turno.

Ouvida pela reportagem, a presidente do PT em Goiás, Kátia Maria, disse que houve uma interpretação diferente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em Goiás e no Rio Grande do Sul de não usar uma reedição da resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a propaganda partidária.

“Eles publicaram uma resolução, depois reeditaram a resolução. Então todos os tribunais do país aceitaram os prazos da segunda resolução, mas os TREs em Goiás e RS não tiveram essa interpretação. Recorremos e está no TSE”, afirmou Kátia. O prazo final para encaixar as inserções é 30 de junho. A presidente também reclamou da morosidade da Justiça em analisar o pleito. 


Lula Eleições 2022 Kátia Maria
P U B L I C I D A D E