Poder Goiás
Goiânia, 30/03/20
Matérias
Foto: Divulgação

O ex-senador diz que o Brasil só tem duas soluções para enfrentar a hecatombe: endurecer o combate ao tráfico ou liberar as drogas, como já se faz no resto do mundo ocidental

Demóstenes: “pacote de combate ao crime de Sergio Moro é ridículo”

12/07/2019 · Por Eduardo Horacio

Em artigo publicado no site Poder 360, o ex-senador e ex-secretário de segurança pública Demóstenes Torres (PTB-GO) diz que o “pacote de combate ao crime de Sergio Moro é ridículo porque não toca nem de leve nos graves problemas que enfrentamos”.

Segundo Demóstenes, “Moro é obcecado por incrementar o combate à corrupção e derrocar os malfeitos de políticos” e “nada além”. Demóstenes vai além e diz que “Moro continua fazendo cara de paisagem para as drogas, o principal problema nessa área do país. Os números revelam que as minúsculas mulas atulham o sistema penitenciário e só se tornam membros de facções quando estão dentro das grades, ou seja, elas são embrutecidas pelo Estado”.

O ex-senador diz que o Brasil só tem duas soluções para enfrentar a hecatombe: endurecer o combate ao tráfico com ações de fronteiras, inteligência, aumento de penas e dificuldades para progressão de regime; ou mesmo liberar, como se estuda no resto do mundo todo o consumo de droga, não só maconha. Sim, até Demóstenes, outrora linha dura, já avalia que a legalização pode ser uma solução.

Mas Demóstenes alerta que o problema nas duas soluções é a necessidade de cooperação internacional. “Não se combate o tráfico isoladamente, e não se libera também de maneira solitária, pois os riscos pra saúde pública são amazônicos, além do risco de se trazer para cá uma quantidade significativa de viciados de toda a parte do mundo”, arremata.

O texto pode ser lido na íntegra clicando aqui.


Demóstenes Torres Jair Bolsonaro Sergio Moro