P U B L I C I D A D E
Poder Goiás
Goiânia, 05/12/20
Matérias
Divulgação

Festival Villa Mix Goiânia ocorre neste final de semana

Com sinais de esgotamento, Villa Mix anuncia tema de 2019

27/06/2019 · Por Pedro Lopes

Nascido exatamente no ano da retomada do maior festival do país, o Rock In rio, que voltou em 2011 após 10 anos sem edição no país, o Festival Villa Mix cresceu até chegar a números superlativos em 2018. A edição de 2019, entretanto, mostra sinais de esgotamento. 

Em sua nona edição, o festival recuou de trazer Maroon para o 2º dia de atrações, confirmou o astro para a edição de São Paulo, que depois precisou ser adiada. Não bastasse o erro, a comunicação do evento é desastrosa. Virou chacota nas mídias sociais após divulgar Jorge & Mateus como atração confirmada, sendo a dupla a única presente em todos os anos e tendo jorge como sócio da marca Audiomix, idealizadora do evento.

Não que Maroon 5 surpreendesse, pois virou arroz de festa no Brasil. Está mais por aqui que muitos nacionais, mas pelo menos daria um peso internacional, mantendo a tradição dos últimos dois anos. A impressão é que falta uma espécie de curador, de diretor de festivais, alguém que consiga ir além da boa ideia original do idealizador e evitar o personalismo na hora de montar a line-up.

O mesmo drama vivem outros festivais. O próprio Rock In Rio perdeu o 'timing' ao ver uma das principais estrelas de 2017, Lady Gaga, cancelar a vinda ao país e advinha quem escalaram? Maroon 5, em detrimento de um fenômeno daquele ano Pablo Vittar, que contemplava o estilo da estadunidense. Outro nome sondado à época era Anitta. O evento só percebeu um ano depois que havia errado, escalou a funkeira na edição de Lisboa e foi um sucesso. 

A maior micareta do país, que acontece em Fortaleza no final de Julho, também foi alvo de críticas pela mesmice de atrações e por não incluir o bloco da cantora de axé Daniela Mercury mesmo após uma campanha na página do evento no Instagram pedir. Em vão. Por aqui, o moderador do perfil Villa Mix achou melhor fechar os comentários nas redes.

O Futuro é Mix
O tema de 2019 é “futuro”. O festival estaria interessado em reposicionar conceitos e fazer algum ajuste nos rumos ou escolheu o tema apenas pensando na estética do evento? Como falar de futuro se não fazem pesquisas, não percebem a ascensão de novos artistas e desprezam talentos que estão há tempos na estrada e que poderiam fortalecer e trazer um público diferente aos festivais, a exemplo de Ivete Sangalo que foi aclamada na última vez que esteve por aqui, em 2017. 

Além de não fazer pesquisas, sequer dialogam com o público por meio das redes sociais. Redes que deveriam servir de mão dupla, pra interação com esse consumidor. O festival continua apostando em youtubers, influencers e até incluiu uma antena para viabilizar pelo menos as postagem de fotos do evento com suas hashtags, mas o futuro do festival continuará nas mãos do público.

Confira aqui a ordem das atrações. 


Villa Mix Audiomix