Poder Goiás
Goiânia, 30/03/20
Matérias
Foto: Divulgação

Entidades estudantis que organizam o Segundo Dia Nacional em Defesa da Educação falam em levar mais pessoas às ruas do que as manifestações a favor do Governo Bolsonaro, no domingo

Docentes e técnicos administrativos da UFG aderem à paralisação desta quinta-feira, 30

29/05/2019 · Por Eduardo Horacio

Servidores docentes e técnicos administrativos da Universidade Federal de Goiás (UFG) vão reforçar a paralisação convocada por entidades estudantis para esta quinta-feira, 30, na Praça Universitária, a partir das 15 horas. Em assembleia realizada na última segunda-feira, os trabalhadores administrativos aprovaram por unanimidade a adesão à manifestação, uma resposta ao corte de verbas imposto pelo Ministério da Educação (MEC) às instituições federais de ensino e à Reforma da Previdência encampada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.  

Hoje, às 14 horas, docentes filiados ao Sindicato de Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg Sindicato) participam de assembleia geral para deliberar sobre como será a participação no ato de amanhã, quinta-feira. O encontro ocorre no Salão Nobre da Faculdade de Direito (FD), na Praça Universitária. 

Entidades estudantis que organizam o Segundo Dia Nacional em Defesa da Educação - o primeiro foi realizado em 15 de maio - falam em levar mais pessoas às ruas do que as manifestações a favor do Governo Bolsonaro, no domingo.

Ambas categorias já confirmaram a participação na greve geral prevista para 14 de junho, contra a Reforma da Previdência.


UFG IFG. IF Goiano Jair Bolsonaro MEC