Poder Goiás
Goiânia, 07/04/20
Matérias


Protesto contra cortes na educação toma conta de ruas da capital

Caiado e o desafio de não ser contaminado por onda anti-Bolsonaro na educação

16/05/2019 · Por Diene Batista

A primeira manifestação contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) também chegou forte em Goiás com milhares de alunos e professores puxando caminhada pelas ruas da capital contra o corte 25,5% das verbas discricionárias. 

A mobilização parou o centro de Goiânia com faixas e cartazes com frases em defesa da educação e contra o corte. Apesar da forte associação com Bolsonaro, o governador Ronaldo Caiado (DEM) foi pouco lembrado, apesar do fechamento de escolas, de cursos da UEG e da tentativa de limitar a concessão do Passe Livre Estudantil, na semana passada. 

O recuo do Palácio das Esmeraldas na questão do passe livre amenizou nas ruas, que focaram na decisão do Ministério da Educação, mas a  proximidade de Caiado com Bolsonaro, reforçado em inúmeras idas e defesas de pautas polêmicas como da Reforma da Previdência, pode acabar contaminando o governador goiano. 

Enquanto Bolsonaro dobra a aposta em Brasília, Caiado recuou por aqui, em parte por sentir que o desgaste seria imenso. Em Goiás a adesão das escolas estaduais foi em média de 80% e de 70% nas municipais. Cidades do interior como Itumbiara e Anápolis também receberam forte adesão da comunidade escolar. 

Apesar da ideia do Passe Livre estar por ora engavetada, a UEG tem potencial incendiária local tão grande quanto à decisão de Brasília pelos cortes, que devem incitar o retorno às ruas no fim deste mês. 


Greve dos Professores Ronaldo Caiado Jair Bolsonaro UFG IFG IF Goiano