Poder Goiás

Goiânia, 16/04/21
Matérias
Foto: Divulgação

Além de Goianésia, outras cidades importantes como Niquelância, Pirenópolis e Jataí terão atividades encerradas

Presidente da Câmara de Goianésia mobiliza lideranças contra fechamento de UEG na cidade

15/05/2019 · Por Diene Batista

O presidente da Câmara de Vereadores de Goianésia, Múcio Santana (MDB) criticou a intenção do Governo de Goiás de fechar 15 campus da Universidade Estadual de Goiás (UEG), dentre elas em Goianésia. 

"O crescimento de Goianésia se confunde com a criação da UEG, antes Facilgo, desde a década de 80, com os cursos de licenciatura em Letras e História, que formaram os profissionais que ajudaram a construir a Educação em nosso município. Anos depois a instituição foi anexada a UEG e criado outros cursos e aperfeiçoado. Não podemos aceitar o retrocesso de fechar a unidade", protestou Múcio. 

O vereador disse ainda que não haverá crescimento no país com diminuição de investimentos na educação, na pesquisa e defende uma UEG em sintonia com as vocações de cada região. "Veja que após os cursos de graduação veio o de Pedagogia, Sistemas de Informação e a região demanda cursos das áreas agrárias", defende. 

O parlamentar também está articulando com lideranças da cidade um movimento para manter a UEG em Goianésia. "O prefeito Renato de Castro é aliado do governador, temos o ex-prefeito Gilberto Naves que foi o primeiro diretor da instituição, deputado Hélio de Sousa e outras lideranças que certamente são contra o fechamento da universidade", afirmou. 

Segundo especialistas, a UEG é importante na interiorização do ensino superior no Estado, além de atender uma demanda na sua maioria carente. São alunos que trabalham durante o dia e que dificilmente conseguiria mudar para grandes centros. A medida poderia reforçar o translado de alunos para cidades como Anápolis e Goiânia diariamente em ônibus e novas repúblicas para alunos que precisarão se mudar de suas cidades. 

A decisão de fechar 15 cursos da UEG vem a reboque do corte de 30% do orçamento da instituição. Além de Goianésia, outras cidades importantes como Niquelância, Pirenópolis e Jataí terão atividades encerradas. A lista ainda tem São Miguel, Campos Belos, Crixás, Edéia, Sanclerlância, Itapuranga, Minaçu, Mineiros, Senador Canego, Silvânia e Jussara. 


UEG Universidade Estadual de Goiás Múcio Santana Goianésia