Poder Goiás

Goiânia, 03/03/21
Matérias
Divulgação

Inquérito do ministro Alexandre de Moraes que investiga notícias falsas (fake news), calúnias, ameaças e infrações contra o tribunal e seus membros

Dos goianos, só Francisco Junior e Vitor Hugo votam contra prisão de Daniel Silveira

19/02/2021 · Por Eduardo Horácio

A bancada goiana na Câmara dos Deputados, de 17 votos, votou em massa para manter a prisão em flagrante e sem fiança do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), detido desde terça-feira, 16, por determinação do STF - Supremo Tribunal Federal. Dos goianos, só Francisco Junior e Vitor Hugo votam contra prisão de Daniel Silveira e Célio Silveira se absteve. Ao todo, 14 parlamentares da bancada de Goiás votou com o Supremo.

A matéria é no âmbito de inquérito do ministro Alexandre de Moraes que investiga notícias falsas (fake news), calúnias, ameaças e infrações contra o tribunal e seus membros. A decisão foi transformada em resolução promulgada na própria sessão.

Foram 364 votos a favor do parecer da relatora pela Comissão de Constituição e Justiça, deputada Magda Mofatto (PL), que recomendou a manutenção da prisão considerando “gravíssimas” as acusações imputadas ao parlamentar. Foram 130 votos contra e 3 abstenções.

Bancada Goiana (17 votos)

Contra a prisão
Francisco Jr
Vitor Hugo

Abstenção
Célio Silveira

A favor da prisão

Adriano Baldy
Alcides Rodrigues
Elias Vaz
Flávia Morais
Glaustin da Fokus
João Campos
José Mario Schreiner
José Nelto
Lucas Vergílio
Magda Mofatto
Professor Alcides
Rubens Otoni
Waldir Soares
Zacharias Calil

Daniel Silveira gravou e divulgou vídeo em que faz críticas aos ministros do Supremo, defende o Ato Institucional nº 5 (AI-5) e a substituição imediata de seus integrantes.

Após a prisão determinada pelo ministro Alexandre de Moraes e referendada pelo Supremo, coube à Câmara decidir se ele continua preso ou não, conforme determina a Constituição.



Câmara dos Deputados Fake News
P U B L I C I D A D E