Poder Goiás

Goiânia, 16/04/21
Matérias
Divulgação/UFG

Atualmente, o HC oferta 22 leitos de UTI e vai aumentar de 30 para 40 os de enfermaria para Covid-19, mas está em negociação com o MEC, Ministério da Saúde, Ebserh, Governo de Goiás e Prefeitura de Goiânia a oferta gradual de até 120 leitos

Estado e Prefeituras ativam mais 110 leitos no Estado e 250 profissionais serão contratados para HC

31/01/2021 · Por Eduardo Horacio

O governador Ronaldo Caiado (DEM) anunciou que o Hospital das Clínicas (HC), da Universidade Federal de Goiás (UFG), ampliará sua capacidade de atendimento para pacientes com Covid-19, por meio da contratação emergencial de mão de obra qualificada. Em outra frente de combate à pandemia, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou que começam a ser abertos, já na próxima semana, 110 novos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) em vários municípios goianos.  

“Falei com o presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares [Ebserh], general Ferreira, que coordena todas as ações do HC. Conseguimos com ele, em tempo recorde, o recrutamento de mais pessoas para ampliar o número de leitos”, afirmou Caiado sobre a parceria fechada com o governo federal. “Vamos contratar cerca de 250 colaboradores até o dia 1º de fevereiro”, declarou o diretor do hospital, José Garcia Neto.

Já o trabalho em conjunto formatado com as prefeituras ganhou mais força depois da reunião realizada, na última quinta-feira (28/01), entre o governador, o prefeito da capital, Rogério Cruz, e equipes da área da saúde dos três maiores municípios do Estado - Anápolis, Aparecida de Goiânia e Goiânia. A ideia é que o grupo coordene um mapeamento compartilhado do número de leitos existentes, a fim de facilitar a transferência de pacientes graves entre os municípios goianos, quando necessário.

Esse raio X já permitiu à SES operacionalizar a ampliação de atendimento. Está prevista, já a partir da próxima segunda-feira (1º/02), a abertura de 14 leitos de UTI no Hospital de Campanha de Goiânia (HCamp); cinco em Porangatu; e 11 em Senador Canedo, além de outros 20 de enfermaria. Também estão em preparação mais 10 leitos de UTI no HCamp de Itumbiara; além do redirecionamento para o enfrentamento à Covid-19 de 26 leitos de UTI em Nerópolis, e 10 em Trindade.

Além desses, o HCamp de Itumbiara disponibilizará mais 20 leitos de UTI, caso seja necessário. O Hospital de Doenças Tropicais (HDT), em Goiânia, também poderá ampliar a capacidade em mais 30 leitos de UTI; e outros 20 devem entrar em funcionamento no Hospital das Clínicas de Jataí. No total, a parceria entre governos estadual e municipais resultará na ativação de 110 novos leitos de UTI, além da conversão de 36 leitos para pacientes da Covid-19 e das 20 enfermarias.

Como os Hospitais das Clínicas são vinculados ao Ministério da Educação (MEC), cabe ao Planalto o pagamento dos profissionais especializados que atuam no tratamento de pacientes acometidos pelo novo coronavírus - e isso também vai ocorrer em Goiás, na unidade da UFG. Atualmente, o HC oferta 22 leitos de UTI e vai aumentar de 30 para 40 os de enfermaria para Covid-19. Mas está em negociação com o MEC, Ministério da Saúde, Ebserh, Governo de Goiás e Prefeitura de Goiânia a oferta gradual de até 120 leitos.


Covid-19 Hospital das Clínicas Ronaldo Caiado Governo de Goiás Rogério Cruz Prefeitura de Goiânia