Poder Goiás
Goiânia, 26/01/21
Matérias
Divulgação

Seu último mandato de deputado estadual foi entre 1995 e 1999, pelo MDB, sendo da base do governo Maguito Vilela

Vítima da Covid-19, morre Ibsen de Castro aos 82 anos

30/12/2020 · Por Eduardo Horacio

Morreu nesta quarta-feira, 30 de dezembro, o ex-deputado federal Ibsen de Castro (MDB), aos 82 anos, vítima da Covid-19. Ele estava internado há 12 dias em um hospital partidular de Goiânia. Deixa a esposa, Lucimar de Castro, quatro filhos (entre eles o ex-presidente da Comurg Luciano de Castro, também do MDB, além de Ibsen Henrique Jr., Itamar e Alexandre Henrique), nove netos e seis bisnetos. A morte ocorreu às 13 horas desta quarta-feira e o sepultamento ocorreu às 18h30 no Cemitério Santana, de forma restrita. Em razão da morte de Ibsen de Castro, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa decretou luto oficial por três dias.  

Ibsen nasceu em Morrinhos no dia 17 de janeiro de 1938 e se formou em Economia pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) e exerceu diversos cargos públicos. Em 1958, aos 20 anos, foi fiscal de Rendas do Estado de Goiás. Em 1966 foi nomeado diretor do Departamento da Receita Tributária de Goiás. Em 1968 foi diretor da Rádio Brasil Central. Foi estagiário na Escola Superior de Guerra em 1971 ao mesmo tempo em que virou superintendente do Cerne (atual Agência Brasil Central). No mesmo ano e até 1974 foi secretário estadual da Fazenda no governo de Leonino Caiado.

Depois que deixou a secretaria, Ibsen assumiu mandato de deputado estadual entre 1975 e 1983, pela Arena (até o partido virar PDS em 1980), sendo presidente da Assembleia Legislativa de 1977 a 1979. Voltou à Secretaria da Fazenda no governo de Ary Valadão, entre 1979 e 1983. No mesmo ano, chegou ao Congresso Nacional como deputado federal, pelo PDS. 

Entre 1995 e 1999, Ibsen voltou à Assembleia Legislativa. Novamente como deputado estadual, mas desta vez pelo então PMDB. Era da base aliada do governo Maguito Vilela. Teve passagem relâmpago pelo PPR e voltou ao PMDB. Nos últimos anos, já aposentado, era agropecuarista em Jussara. 


Ibsen de Castro Covid-19 coronavírus Alego Assembleia Legislativa Luciano de Castro