Poder Goiás
Goiânia, 07/08/20
Matérias
Reprodução

Declaração do governador foi após reunião o prefeito Iris Rezende no Palácio Pedro Ludovico Teixeira

Caiado acata recomendação de Iris e comércio reabrirá sem outros 14 dias de isolamento

08/07/2020 · Por Pedro Lopes

O governador Ronaldo Caiado (DEM) sinalizou, após reunião com o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), nesta quarta-feira, 08, que acatará a sugestão do emedebista de reabrir o comércio na próxima terça-feira, 14, e não ter outros 14 dias de isolamento. 

A reunião hoje a tarde com o prefeito Iris Rezende foi extremamente produtiva. “Tratamentos desse período que antecede a abertura e os protocolos estão sendo definidos aqui para a capital com a participação do prefeito Iris Rezende de sua equipe. Trabalhamos para que possamos reabrir e, ao mesmo tempo, continuar com a responsabilidade de diminuirmos cada vez mais a contaminação pelo coronavírus", disse Caiado. 

Em entrevista à TV Anhanguera nesta terça-feira, 07, o prefeito anunciou que encontraria com Caiado e apresentaria um projeto para que os serviços não essenciais pudessem seguir funcionando após o primeiro bloqueio implantado pelo sistema '14 por 14'. "É contando com a participação da população que a partir da próxima terça-feira estaremos voltando as atividades, mas sempre com muita responsabilidade", reforçou Caiado após o encontro. 

A decisão do prefeito encontra suporte no estudo do médico sanitarista da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Daniel Soranz, que declarou à Rádio Sagres nesta terça-feira, 07, que a decisão dos 14 dias foi acertada, mas que talvez não fosse mais necessário manter 14 dias fechados após as próximas o primeiro fechamento.

“Foi extremamente correta essa medida olhando a evolução dos números de casos e de óbitos no estado de Goiás, mas pode ser que não seja necessário após esse período de 14 dias fechar novamente”, destacou. 

Iris Rezende, segundo antecipou, está preocupado com o desemprego e outros efeitos econômicos ocasionados pelos mais de 100 dias de fechamento das atividades e, por isso, levou ao governador a proposta para retomada com protocolos rígidos de segurança.


Ronaldo Caiado Iris Rezende Coronavírus