Poder Goiás
Goiânia, 07/08/20
Matérias
Divulgação

Paço informou que a Procuradoria Geral do Município ainda não foi notificada

João Campos consegue liminar para realizar cultos em Goiânia

05/07/2020 · Por Pedro Lopes

Com uma liminar concedida nesse sábado, 4, a Justiça de Goiás autorizou o deputado federal e pastor João Campos de Araújo a exercer suas funções pastorais e ministrar cultos na Igreja Assembleia de Deus, Ministério Vila Nova, em Goiânia.

A medida descumpre assim o revezamento de 14x14 estabelecido em decreto estadual e seguido na íntegra pela Prefeitura de Goiânia.

Na última semana, o Governo de Goiás publicou um decreto onde instituiu a quarentena alternada que visa conter o avanço da disseminação do novo coronavírus (Sras-Cov-2). 

Na decisão, o desembargador Delintro Belo de Almeida Filho ressaltou que João Campos, como líder religioso, deve seguir rigorosamente os protocolos e as regras sanitárias estabelecidas no artigo 6º do Decreto estadual nº 9.653/20, com redação incluída pelo Decreto estadual nº 9.685/20.

O magistrado também estabeleceu um prazo de 10 dias para o Governo de Goiás e a Prefeitura de Goiânia se manifestarem. 

Repercussão

Deputado federal pelo Podemos, José Nelto classificou como absurda a decisão que libera realização dos cultos, do amigo de bancada e pastor João Campos.

Em sua conta pessoal no Instagram, expressou da seguinte forma: 

"Que decisão absurda! É negacionista, não respeita a ciência. A maior preocupação não é com o culto e sim com o dízimo. Oh, meu Deus".



João Campos Prefeitura de Goiânia COVID-19