Poder Goiás
Goiânia, 07/08/20
Matérias
Divulgação

Apesar da aquisição de novos respiradores e da estruturação do hospital de campanha Célica Câmara

Aumento de óbitos em Goiânia confirma que prefeitura acertou em aderir escalonamento

02/07/2020 · Por Pedro Lopes

Goiás parece que está chegando no pico de novos infecções pelo coronavírus. Apenas nessa quarta-feira, 01, foram registrados 46 mortes pela Covid-19 no Estado. Nos últimos dois dias, foram 84 vidas perdidas. Em Goiânia, foram 14 óbitos.

Apesar da aquisição de novos respiradores e da estruturação de um hospital de campanha, a decisão do prefeito Iris Rezende (MDB) de acompanhar o decreto do governador Ronaldo Caiado (DEM) foi a mais acertada.

Goiânia está seguindo na íntegra as diretrizes divulgadas pelo Governo de Goiás no decreto número 9.685. Com isso, o município determinou a suspensão das atividades por 14 dias seguidos. Depois disso, seguindo um modelo alternado, as atividades serão retomadas para 14 dias sucessivos.

O decreto municipal com a adesão ao sistema de revezamento foi publicado na terça-feira, 30, data em que começou a vigorar. Logo, o fechamento seguirá até o próximo dia 13, reabrindo no dia 14. 

O modelo é baseado em um estudo da Universidade Federal de Goiás (UFG) que prevê o esgotamento dos leitos clínicos e de UTI caso não haja aumento do isolamento social.


Célia Câmara Coronavírus