Poder Goiás
Goiânia, 04/03/21
Matérias
Divulgação

Urgência do trâmite foi necessária para que os servidores entrem na folha de pagamento de junho

Prefeitura de Goiânia retoma 3,1 mil contratos de servidores temporários

18/06/2020 · Por Pedro Lopes

A prefeitura de Goiânia deve reativar 3,1 mil contratos de servidores temporários que haviam sido suspensos em razão da pandemia. A lei de reativação foi publicada no Diário Oficial do Município apenas nove horas após o texto chegar à Câmara. A urgência do trâmite foi para que os servidores entrassem na folha de pagamento de junho. A lei retoma os contratos, em sua maioria de área da Educação, desde que concordem com redução salarial proporcional à menor carga horária.

Após o prefeito Iris Rezende (MDB) enviar para a Câmara o projeto, a matéria passou pelas comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Trabalho e Servidor Público, além de duas votações em plenário, cumprindo todo o trâmite e aprovado no mesmo dia. Emendas solicitadas por alguns vereadores foram negadas, em função da urgência de agilizar o processo. 

Em entrevista ao O Popular, o líder do Paço na Câmara, Welington Peixoto (DEM), diz que havia um acordo para que o trâmite fosse logo aprovado sem inclusão de emendas. “Já tínhamos feito acordo com o prefeito de que não iriam apresentar emendas. A prefeitura fez o possível (financeiramente), mesmo diante da queda de arrecadação. O prefeito cortou de um lado e de outro e conseguiu organizar. Então, precisávamos aprovar rápido”, declarou.



Prefeitura de Goiânia Educação Câmara de Goiânia
P U B L I C I D A D E