Poder Goiás
Goiânia, 26/02/20
Matérias
Divulgação

O governo estadual emitiu ainda uma nota alegando que a nova UEG “nasce sem o pecado da corrupção, um dos alicerces da gestão do ex-governador Marconi Perillo”

Caiado reage a ataque de Marconi: 'a nova UEG nasce sem o pecado da corrupção'

21/01/2020 · Por Pedro Lopes

A Universidade Estadual de Goiás (UEG) protagonizou mais uma troca de farpas entre o ex-governador Marconi Perillo e o atual Ronaldo Caiado. Marconi declarou que a atual gestão vem destruindo a universidade e que ela está “entregue à própria sorte”. A crítica se deu no âmbito da reforma administrativa instituída nesta sexta-feira, 17.

Caiado, por sua vez, rebateu afirmando que a “grande marca dos governos de Marconi Perillo foi a dilapidação dos patrimônios goianos” e que, ao longo da gestão Marconi a UEG caiu de forma “vexatória” no ranking nacional das instituições de Ensino Superior.

O governo estadual emitiu ainda uma nota alegando que a nova UEG “nasce sem o pecado da corrupção, um dos alicerces da gestão do ex-governador Marconi Perillo” e que, diferente da gestão anterior, a “ética e transparência” agora baseiam as nomeações dos gestores da universidade. A nota lembra ainda que dois dos gestores da era Marconi foram presos e um terceiro foi afastado. O próprio Marconi Perillo foi citado como réu em 32 processos por improbidade administrativa e em quatro criminais.



Marconi Perillo Ronaldo Caiado Governo de Goiás UEG,