P U B L I C I D A D E
Poder Goiás
Goiânia, 02/04/20
Matérias
Divulgação

Logomarca no novo partido lançado pelo presidente Jair Bolsonaro que correrá contra o tempo para disputar as eleições de 2020

Incertezas com novo partido bolsonarista geram dúvidas sobre candidatura em Goiânia

21/11/2019 · Por Pedro Lopes

O panorama atual do Partido Socialista Liberal (PSL) em Goiânia, traz de um lado a ala que vai permanecer na sigla e contém desafetos do presidente Jair Bolsonaro e de outro aliados políticos na incerteza sobre a possibilidade de candidaturas em novo partido criado por ele, o Aliança pelo Brasil. 

Isso gera dúvida e o clima de incertezas sobre o futuro das principais lideranças que podem despontar nas eleições de 2020, algumas favoritas em municípios goianos. Em Goiânia, Major Araújo, aliado do deputado federal Delegado Waldir deve mesmo se candidatar a prefeito pelo PSL, já do lado bolsonarista, há intenção de lançar nome até pela importância da capital goiana no cenário político nacional. 

O partido que o presidente Jair Bolsonaro quer criar –Aliança pelo Brasil já tem muitos seguidores em redes sociais, mesmo com poucos dias de lançamento, só no facebook, cerca de 1 milhão, e para a estratégia que eles querem adotar de coletar  assinaturas eletrônicas.

Atualmente, a prática, não é aceita pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). No entanto, os apoiadores de Bolsonaro dizem esperar alteração nas regras que permita esse tipo de procedimento. Mesmo assim, é quase improvável que o novo partido seja criado a tempo de disputar as próximas eleições municipais em 2020, pois o processo deveria ter começado a quase 200 dias antes. 

No entanto, o deputado Humberto Teófilo, que está no PSL, acredita nesta possibilidade e pensa que é hora de discutir um nome para a disputa em Goiânia. " O partido tem que ter sim, um candidato a Prefeitura e precisamos discutir este cenário com o deputado Vitor Hugo, que deverá ser o presidente do Aliança pelo Brasil", disse em entrevista ao jornal O Popular. 


PSL Eleições 2020 Prefeitura de Goiânia Jair Bolsonaro Aliança pelo Brasil Major Vitor Hugo