Poder Goiás

Goiânia, 16/04/21
Matérias
Divulgação

Em reunião a portas fechadas na última semana, o governador Ronaldo Caiado (DEM) apresentou detalhes da Proposta de Emenda à Constituição (PEC). Tribunal de Justiça de Goiás não mandou representante para reunião

TJ-GO defende amplo estudo e discussão sobre Reforma da Previdência de Caiado

23/10/2019 · Por Pedro Lopes

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) diz que desconhece os termos sugeridos para a nova ordem previdenciária no Estado e afirma que está disposto a contribuir com o debate, mas ressalta que o projeto "atinge a vida de centenas de milhares de servidores e famílias no Estado". 

Em reunião a portas fechadas na última semana, o governador Ronaldo Caiado (DEM) apresentou detalhes da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma a representantes do Legislativo, Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria Pública. O TJ-GO foi convidado, mas o presidente Walter Carlos Lemes não foi, alegando compromissos "previamente agendados e inadiáveis". A assessoria de imprensa do governo divulgou em release que houve a presença de representante do Judiciário, mas a lista oficial de participantes mostra que não havia. 

Veja abaixo a nota oficial:

 "A respeito da proposta da reforma da Previdência no âmbito do Estado de Goiás discutida em reunião no Palácio das Esmeraldas na última quinta-feira (17), o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, desembargador Walter Carlos Lemes, esclarece que não esteve presente nem representado no referido encontro, assim desconhecendo os termos sugeridos para a nova ordem previdenciária no Estado. A ausência do presidente do TJGO na reunião se deu por compromissos previamente agendados e inadiáveis O presidente do TJGO acrescenta que está disposto a contribuir com o debate sobre a reforma da Previdência no âmbito estadual, mas acredita que o assunto precisa de amplos estudo e discussão, pois atinge a vida de centenas de milhares de servidores e famílias no Estado de Goiás."


TJ-GO Previdência Estadual Governo de Goiás GoiasPrev Ronaldo Caiado Walter Carlos Lemes Judiciário Reforma da Previdência Servidor Público