P U B L I C I D A D E
Poder Goiás
Goiânia, 14/10/19
Matérias
Divulgação

O prazo estipulado para reportar as informações era o último dia 5, mas foi prorrogado até o próximo dia 9

Conselho Superior Universitário da UEG é investigado por supostas irregularidades

09/10/2019 · Por Pedro Lopes

O Conselho Superior Universitário (CSU) da Universidade Estadual de Goiás (UEG),  está sendo investigado por supostas falhas na escolha dos membros que representa a entidade. O Conselho tem 61 membros e é formado pelo Reitor, Pro-Reitores, Diretores e representantes de professores e alunos. A informação está no site do jornal O Popular. 

Cabe ao grupo conduzir as diretrizes da instituição como a confecção do relatório da Comissão de Redesenho que entre outras sugestões propõe estudo sobre a viabilidade da manutenção de 15 campus entre eles o de Silvânia e Goianésia. O relatório elaborado pela Comissão Eleitoral da UEG verificou que apenas 4 dos 41 campus da instituição comprovaram regularidade na escolha dos nomes para o CSU. 

De todos os campus que receberam os formulários, a metade não respondeu. Dentre os 21 que enviara informações, há, além dos quatro em conformidade, seis preliminarmente irregulares. Ainda neste grupo, dez informam que não houve interessados no pleito, entretanto, não enviaram documentação comprobatória. 

O prazo estipulado para reportar as informações era o último dia 5, mas foi prorrogado até o próximo dia 9. Caso as irregularidades sejam confirmadas, sindicâncias devem apurar responsabilização de fraude e se houve intenção de desrespeito às normas. 

Caiado diz que não fechará salas na UEG, mas suspende sete cursos da universidade


UEG Ensino Superior Conselho Universitário