P U B L I C I D A D E
Poder Goiás
Goiânia, 14/10/19
Matérias
Foto: Valdir Santana

Daniel Vilela sobre o governo Caiado: "Esta gestão não atende às expectativas dos goianos, com um governador deslumbrado com o poder, mas que não vai no chão da fábrica. É um governo feito por estrangeiros, sem comprometimento, sem competência"

Em filiação de Jovair e Henrique, Daniel Vilela sobe o tom contra Caiado e se lança candidato a governador em 2022

08/10/2019 · Por Eduardo Horacio

Em evento realizado ontem na Assembleia Legislativa, o presidente estadual do MDB, Daniel Vilela, filiou abonou ontem as fichas de filiação do ex-deputado federal Jovair Arantes e do deputado estadual Henrique Arantes. Eles estavam no PTB, mas abandonaram a legenda desde que o PTB passou a integrar a base de Ronaldo Caiado (DEM) em acordo selado com Roberto Jefferson.

Em alfinetada contra Caiado, Daniel Vilela nomeou Henrique Arantes como novo líder do MDB na Assembleia Legislativa. Um outro emedebista, Bruno Peixoto, é líder do governo Caiado na Casa.. “Quero que ele, Henrique, exerça o papel que a sociedade nos cobra: de sermos oposição inteligente e responsável a este governo letárgico”, afirmou Daniel no evento, acompanhado do pai, Maguito Vilela. Alegando outros compromissos, o prefeito Iris Rezende não foi ao evento.

Sobre o PTB sair das mãos de Jovair via acordo nacional entre Caiado e Roberto Jefferson, o filho de Jovair, Henrique Arantes, também foi duro. “Não adianta tentar tomar um partido à força. Partido não é um nome, não é uma sede física. As pessoas do nosso grupo estão aqui conosco. Não saio com o coração amargurado, mas sim em busca de novos horizontes”, disse Henrique. Daniel completou: “a maioria dos goianos elegeu um governo que tinha a bandeira da mudança, mas que se revelou adepto do continuísmo, das práticas políticas atrasadas, da truculência. Tentaram fazer com o PTB o mesmo que o então governador Marconi Perillo (PSDB) fez com o antigo PFL, tirando da legenda (atual DEM, partido de Caiado) mais de 20 prefeitos (em 2003)”, comparou Daniel Vilela, sem no entanto explicar melhor a comparação exagerada – já que Caiado não pediu nem exigiu que ninguém saísse do PTB – e muito menos que se filiasse ao DEM.

Daniel Vilela subiu ainda mais o tom contra Caiado. “Esta gestão não atende às expectativas dos goianos. Vemos um governador deslumbrado com o poder, mas que não vai no chão da fábrica. É um governo feito por estrangeiros (em referência ao secretariado), sem comprometimento, sem competência. O governador se preparou para vencer as eleições, mas não para governar. Sigamos em frente; temos a obrigação de fazer um bom combate”, atacou.

Marconistas em sintonia
Parlamentares ligados ao governador Marconi Perillo, como Lêda Borges (PSDB) e Lucas Calil (PSD), ambos deputados estaduais, também foram ao evento e parabenizaram Daniel. “Contamos com a chama do MDB para acender a oposição em Goiás e para que em 2022 possamos entrar no Palácio das Esmeraldas e entregar um governo à altura do que os goianos merecem”, enfatizou Calil.

Além disso, Daniel Vilela filiou ao MDB os ex-deputados federais Luiz Bittencourt e Pedrinho Abrão. Ambos já foram do PTB e, num passado distante, também pertenceram ao MDB. Maguito Vilela destacou a importância do partido não se render aos extremismos. “Os líderes radicais do mundo em nada contribuíram. Já os líderes que pensaram grande e pensaram realmente no povo foram os que mais contribuíram com a humanidade. A razão e o equilíbrio estão no centro”.

Além do pai, Maguito Vilela, e de marconistas, o ato de filiação contou com a presença do novo presidente do MDB nacional, deputado Baleia Rossi (SP) e do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha. O governador Ibaneis Rocha, que já deu espetadas no governador Ronaldo Caiado em outras oportunidades este ano, vinculou a chegada dos dois ex-petebistas ao MDB à eleição da nova direção do MDB nacional. “Nós começamos ontem (domingo) uma nova jornada no MDB. E hoje este ato (filiação de Jovair e Henrique) já marca o que nós queremos fazer em todo País, que é um partido forte, com pessoas experientes e que querem fazer da nossa legenda um grande partido em Goiás, como sempre foi”.

Baleia Rossi ainda aproveitou para dar umas espetadas em Roberto Jefferson, manda-chuva do PTB nacional. “Receber Jovair Arantes em um partido não fácil, porque é um grande líder, uma referência política do Congresso Nacional. E muitos dirigentes partidários, em vez de abrir as portas do seu partido, trancam as portas com medo de concorrência. As nossas lideranças aqui estão abrindo as portas do MDB que tem história e que com Jovair e Henrique, vai ficar ainda mais forte”.

Daniel 2022
Mesmo faltando três anos para a eleição, Daniel aproveitou o evento para se lançar candidato a governador em 2022. “Quero vê-lo à frente do governo estadual, fazendo de Goiás um estado moderno, que respeita sua gente e sua história”, disse Jovair Arantes. “Precisamos nos reconectar com a sociedade. Olhar para a frente, compartilhar decisões, fazer diferente. Tenho certeza de que Daniel será o próximo governador de Goiás”, afirmou Baleia Rossi.


Daniel Vilela MDB Pedrinho Abrão Luiz Bittencourt Jovair Arantes Henrique Arantes Ronaldo Caiado Marconi Perillo Lucas Calil Lêda Borges Maguito Vilela Baleia Rossi Ibaneis Rocha