Poder Goiás
Goiânia, 30/03/20
Matérias
Divulgação/MS

O Ministério da Saúde é o responsável pela compra e distribuição das vacinas no Programa Nacional de Imunização para os Estados

Cortes de Bolsonaro no Ministério da Saúde fazem Goiânia ficar sem estoque de vacina contra sarampo

20/09/2019 · Por Pedro Lopes

Sem capacidade de atender os Estados, o Ministério da Saúde deixou Goiânia sem vacinas contra o sarampo. Os postos Centro de Saúde da Família (CSF) Parque Eldorado Oeste e CSF Jardim Cerrado VI foram os últimos a terem doses da vacina. 

De acordo com a prefeitura, o Governo Federal informou que um novo lote só será realizado na primeira quinzena de outubro. O MS é o responsável pela compra e distribuição das vacinas no Programa Nacional de Imunização para os Estados. 

Surto
O MS confirmou dois casos de sarampo na capital e a situação de surto. As vítimas são um homem de 45 anos e seu filho de um mês de vida. Eles já foram medicados e não podem transmitir a outras pessoas. Dois outros casos suspeitos, ainda sem confirmação, são de pessoas que tiveram contato com o homem.

Devem vacinar adultos com idade de até 29 anos e que tiverem as duas doses da vacina e adultos de 30 a 40 anos que já tiverem tomado uma dose da vacina, estão protegidos.

Para pessoas que perderam o cartão de vacinação, a orientação é procurar uma unidade de saúde para buscar os registros de vacinação no sistema online.


Ministério da Saúde Sarampo Governo Federal Jair Bolsonaro Saúde