Poder Goiás
Goiânia, 05/03/21
Matérias
Divulgação Câmara de Goianésia

Pessoas próximas ao presidente da Câmara relataram que são reais as chances de ruptura e a declaração de independência de Múcio

Goianésia: Auxiliares minam relação de Renato de Castro com presidente da Câmara

17/08/2019 · Por Pedro Lopes

O futuro eleitoral do prefeito de Goianésia Renato de Castro passa pela articulação com o grupo comandado pelo presidente da Câmara de Vereadores Múcio Santana, ambos do MDB. A relação entre os emedebistas estaria azedando, segundo fontes na cidade, por falta de reciprocidade na relação entre auxiliares da prefeitura e a Câmara Municipal. 

A crise é alimentada há meses com tratamento inadequado aos vereadores e aversão de auxiliares da prefeitura com a Câmara.  Nos bastidores corre um mal estar envolvendo alguém próximo de Múcio, que teria sido maltratada pelo pai do prefeito e secretário da Casa Civil, Manoel de Castro Arantes (Fião).

Outras pessoas reclamam de falta de compromisso do titular da antessala e Comunicação. Pessoas próximas ao presidente da Câmara relataram que são reais as chances de ruptura e a declaração de independência de Múcio, o que poderá embaralhar o jogo eleitoral na cidade.

A decisão provocaria a imediata perda da governabilidade de Renato de Castro no legislativo. Múcio foi eleito com os votos de 11 dos 15 vereadores e exerce, desde então, a liderança sobre o grupo, garantindo a aprovação dos projetos enviados pelo Executivo. Se a nova conjuntura se confirmar, o prefeito manteria apenas quatro parlamentares em sua base.

É consenso no meio político local que Renato de Castro dispõe de um prestígio pessoal maior que de seu governo. A dificuldade financeira, herdada da gestão do ex-prefeito Jalles Fontoura (PSDB), somada aos problemas provocados por auxiliares atrapalham o andamento da administração e ameaça inclusive o projeto de reeleição do emedebista.

Quem acompanha de perto os rumos políticos de Goianésia crava dois personagens centrais que hoje desgastam a gestão de Renato de Castro: Thalles Moura; e o seu próprio pai, o agropecuarista Manoel Castro Arantes (Fião), que comanda a Casa Civil.

O chefe de gabinete tem um perfil personalista, que incomoda vereadores e outras lideranças locais, enquanto o pai do atual prefeito é visto como quem centraliza as principais decisões da administração, o que fragiliza Renato de Castro.

Câmara de Goianésia Goianésia Renato de Castro Múcio Santana
P U B L I C I D A D E