Poder Goiás
Goiânia, 05/03/21
Matérias
Divulgação

Otavinho candidato inibiria outras candidaturas e garante ainda a polarização MDB X PSDB que se repete no município há décadas

Possível entrada de Otavinho Lage deixaria disputa em aberto em Goianésia

24/08/2019 · Por Pedro Lopes

A possível entrada do ex-prefeito de Goianésia, Otavinho Lage (PSDB), em 2020 deixaria aberta a disputa na cidade, localizada no Vale do São Patrício. A família tinha o interesse em abandonar a política partidária, mas as últimas movimentações apontam um recuo. 

O ex-prefeito Jalles Fontoura (PSDB) irmão de Otavinho, derrotado em 2016 para o atual prefeito Renato de Castro (MDB) quando buscava a reeleição, demonstra interesse em voltar a disputar em 2020. Aliados, no entanto, são contra por acharem quase zero as chances de Jalles. 

Otavinho, ao contrário, governou a cidade entre 2001 e 2009 e saiu com aprovação acima de 80%. Pesquisas internas apontam que os cenários com o empresário deixaria a disputa embolada. 

Otavinho candidato também inibiria outras candidaturas e garante ainda a polarização MDB X PSDB que se repete no município há décadas. Caso o cenário se confirme, o empresário Emerson da Autovip (PSC) poderia aderir à vice de Renato. Em caso de Jalles candidato, Emerson provavelmente manteria a intenção de bancar uma terceira via. 

Outro nome curinga no processo é do presidente da Câmara de Vereadores Múcio Santana (MDB) que é cotado para ser vice tanto de Renato quanto de Emerson. Múcio é próximo dos dois, mas hoje estaria mais próximo do segundo, após mal estar envolvendo o secretário da Casa Civil na cidade. 


Jalles Fontoura Otavinho Lage PSDB Renato de Castro Emerson da Autovip Múcio Santana Goianésia
P U B L I C I D A D E