Poder Goiás
Goiânia, 30/03/20
Matérias
Divulgação

Waldir continua descontente com Caiado por falta de espaço no governo

Delegado Waldir faz as pazes com Bolsonaro, mas segue rompido com Caiado

05/08/2019 · Por Pedro Lopes

Após inferno astral do deputado federal Delegado Waldir (PSL) com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) por dizer em abril que  "alunos, ex-alunos e admiradores do escritor Olavo de Carvalho é fora do governo", o que provocou a ira de quem segue o guru do presidente, incluindo o próprio, e provocou a exclusão do parlamentar, pelo PSL, da comissão especial que discute a reforma da previdência, Waldir faz, agora, as pazes com Bolsonaro, mas segue rompido com o governador Ronaldo Caiado (DEM). 

"Completados 7 meses de governo, diversos setores dão sinais de recuperação. Ferrovias, aviação, turismo, segurança, postos de trabalho, economia. Estamos no caminho certo", disse o goiano na quinta-feira, 01. Em meados de abril, o parlamentar postou em seu Instagram um vídeo de Caiado sendo vaiado durante a tradicional Procissão do Fogaréu no Estado.

Waldir diz que “bastaram pouco mais de 100 dias para chegarem as vaias”, interpretadas por ele como “fumaça de um governo que patina na gestão", desde então as críticas não cessaram. O que começou com críticas pontuais, continuou com ponderações políticas um pouco mais contundentes. "Gritei pelos municípios Goianos, no sol, na chuva o nome do Governador…mas não posso continuar sendo cúmplice dos equívocos… não sou cego, surdo e mudo…estou ao lado do cidadão goiano que ainda não viu as mudanças propostas…. insegurança, caos na saúde, nas condições das estradas, na falta de pagamento do funcionalismo público… precisamos de mais", atirou também em seu instagram. 

Ainda obre a gestão Bolsonaro, Waldir venceu a queda de braço no tocante à reforma previdenciária que tratava da aposentadoria dos militares. "Não sou contra a reforma dos militares, mas precisamos tratar as carreiras de forma igualitária", defendeu. O deputado saiu vitorioso com o recuo do governo e o fato ajudou na reaproximação. Já em Goiás, o isolamento de seu partido, PSL, na gestão Caiado deixa Waldir cada vez mais descontente com o governador.  


Jair Bolsonaro Delegado Waldir Ronaldo Caiado PSL